9 fatos que você provavelmente não sabia sobre Albert Einstein

Ele foi o maior gênio de seu tempo, um homem cujas contribuições para a ciência foram acompanhadas por apenas um punhado de outros cientistas ao longo da história. Mesmo assim, Albert Einstein é hoje em dia principalmente associado com apenas uma fórmula: E=mc². Muitos chamam de “a fórmula mais famosa do mundo”, e até mesmo as pessoas que não têm ideia do que são massa e energia e como ambas se comportam conhecem essa fórmula.
No entanto, como estes 9 surpreendentes fatos sobre Albert Einstein provarão, havia muito mais sobre o homem do que E=mc² – pela qual ele nem sequer merece crédito total. 


1) Ele não é totalmente responsável pela fórmula E = mc2 – pelo menos não da maneira que muitos pensam.


A parte mais importante da equação – a sugestão de uma equivalência entre massa e energia – tinha sido proposta por vários cientistas, incluindo Friedrich Hasenöhrl, Henri Poincaré e Oliver Heaviside anos antes de Einstein publicar sua teoria em 1905.




2) Ele nunca reprovou em matemática.


Este é um “fato” popular muitas vezes promovido na internet, talvez em uma tentativa de humanizar o gênio de Einstein. No entanto, simplesmente não é verdade. Em geral, Einstein era um estudante médio, mas matemática era uma área onde ele se destacou, como era de se esperar.


3) No entanto, ele falhou no exame de admissão à universidade.



Em 1895, Einstein, com 16 anos, fez o exame de admissão para o Politécnico Federal Suíço, uma escola de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Enquanto ele tinha pontuações excepcionais em física e matemática, suas outras pontuações não eram boas o suficiente e ele falhou no exame como um todo.

4) Ele ajudou no desenvolvimento de armas nucleares – embora não exatamente como alguns 

pensam.

Seu envolvimento nessa questão é muitas vezes mal interpretado, com alguns afirmando que ele ajudou a criar a bomba atômica. Na realidade, o que ele fez foi escrever uma carta ao presidente Roosevelt encorajando-o a começar a trabalhar em tal arma, o que levou à criação do Projeto Manhattan, que foi o responsável pela bomba. Embora um pacifista dedicado e, mais tarde, um porta-voz anti-armas nucleares, Einstein estava convencido de que a América precisava da bomba atômica antes dos nazistas.


5) Ele era um grande músico.



Se toda essa coisa de “gênio” não tivesse dado certo, Einstein poderia ter se tornado um violinista. Sua mãe tocava piano, então ele tinha o amor pela música instigado através de aulas de violino que começaram aos cinco anos.

6) Ele se casou com sua prima.



Depois de Einstein se divorciar de sua primeira esposa, Mileva Maric (uma excepcional cientista, mas pouco reconhecida), ele se casou com sua prima, Elsa Lowenthal (na foto). Ele era, na verdade, um mau marido para sua primeira esposa em seus últimos anos. Tinha assuntos que nunca tentou esconder, mudou toda a família para Berlim sem discussão e tratou-a mais como uma criada do que como uma esposa.


7) Ele prometeu o dinheiro do Prêmio Nobel a sua esposa depois do divórcio – antes mesmo de ganhar o prêmio.




Em 1919, ao redigir papéis de divórcio com sua primeira esposa, ele prometeu o Prêmio Nobel que ainda não havia ganhado (o que alguns vêem como uma admissão tácita de que ela realmente o ajudou a criar algumas de suas mais famosas teorias). Claro, sua confiança provou-se justificada quando ele ganhou apenas dois anos mais tarde e, de fato, deu o dinheiro para sua esposa.

8) Ele ganhou o Prêmio Nobel de Física de 1921 – mas não pela razão que muitos pensam.




Sua vitória por si só não é particularmente surpreendente, mas o que é surpreendente é o fato de que ele não recebeu pela teoria da relatividade – que representa grande parte de sua reputação hoje -, mas sim pelo efeito fotoelétrico.


9) Um de seus dois filhos foi enviado para um asilo com esquizofrenia.



Aos vinte anos, Eduard Einstein foi diagnosticado com esquizofrenia e internado. Ele logo sofreu um colapso e disse a seu pai que ele o odiava. Quando Einstein partiu para a América, foi a última vez que viu seu filho, que viveu seus anos restantes alternadamente sob os cuidados de sua mãe e vários asilos.

FONTE


Share on Google Plus

About Juarez Silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar