suposto viajante do tempo candidato a presidencia dos EUA?

A
Dra. Kathy Forti, psicóloga clinica, inventora e autora do livro, Fractals of God, se encontrou em 2014 com Andrew Basiago, “delator” que tem feito muito barulho por aí alegando coisas aparentemente impossíveis, e inclusive se candidatou à presidência dos EUA nas eleições passadas. Veja abaixo o que ela escreveu como resultado desta reunião:


Os cientistas atuais concordam que a habilidade de viajar no tempo e o teletransporte é possível, mas não dizem quando.
Seria um surpresa para você descobrir que agora já temos a tecnologia e a habilidade de viajar no tempo e que já temos feito isto por mais de 50 anos?


Viajante do tempo
Dra. Kathy Forti e Andy Basiago.
Parece que o governo tem experimentado com teletransporte desde a década de 1950, isto de acordo com o delator e advogado de Washington, Andrew Basiago.


Estive no Monte Shasta, Califórnia recentemente e tive a oportunidade de jantar com Andy e questioná-lo em primeira mão.



Conversa incomum de jantar? Pode apostar! Descobri sua história convincente e suas memórias de detalhes dignos de um candidato (que ele é). Mal posso lembrar o que comi, pois estava tão cativada pela sua história.
O envolvimento de Basiago como viajante do tempo para o Projeto Pegasus, um programa da Agência de Projetos de Pesquisa Avançadas de Defesa – DARPA (EUA) começou quando ele era criança no final da década de 1960, e continuou pelos seus anos de adolescente.



Ele foi recrutado pelo seu pai, que trabalhava na inteligência militar. O pai de Andrew fazia parte do “programa tempo-espaço”, conhecido como Projeto Pegasus, que utilizava a tecnologia de Nikola Tesla para o teletransporte.
(Isto explica porque mais de 50% das patentes e materiais de pesquisa de Nikola Tesla foram trancafiados pelo departamento de defesa, por razões de “segurança nacional”.)


O uso experimental militar de filhos da equipe de inteligência militar é legendário. Como terapeuta clínica que uma vez trabalhou na área de Norfolk, estado de Virgínia, lar da Frota Atlântica e de várias bases militares, tratei alguns candidatos já adultos de alguns destes programas secretos.
Eles incluíam tudo, desde controle mental até a indução de estados de dissociação em crianças, para a criação de uma personalidade alterada, a fim de carregarem informações secretas sem detecção. Este foi o penúltimo programa de espionagem (ver MKUltra).


Primeiramente foi difícil acreditar em tais histórias, mas suas histórias eram todas assustadoramente similares e não foram extraídas sob hipnose. A maioria destes programas são secretos e não sancionados abertamente pelo governo ou, muitas vezes, nem mesmo conhecidos a respeito mesmo pelos militares do alto escalão.



Assim, não foi difícil para eu manter uma mente aberta sobre o que Andy estava compartilhando a respeito de suas próprias experiência trabalhando para vários programas militares secretos.



Muito sobre a viagem do tempo de Andy foi primeiramente reportado no Huffington Post em 2012.  Ele contou como havia viajado de volta no tempo até a palestra de Gettysburg do Presidente Lincoln (e foi ‘capturado’ em uma foto), bem como sua ida ao futuro para o ano de 2045.



Cada vez, seus superiores faziam com ele reportasse em detalhes do que havia visto, detalhes políticos e sociais, e com  o presidente estava naquela época.


Ele alega que após um salto no tempo para o futuro ele reportou que havia um presidente negro chamado Barack Obama. Ele conta que seus superiores estavam especialmente interessados em identificar futuros presidentes, para estimular os primeiros desenvolvimentos.


Andy alega que a maior parte dos presidentes recentes, inclusive os Bushes, Clinton e Obama, foram informados de seus papeis presidenciais muito antes de assumirem o poder.


Andy até mesmo reporta ter estado envolvido num projeto onde ele brevemente compartilhou o quarto com um jovem negro chamado Barry Soetoro (mais tarde assumindo o nome de Barack Obama).



Curiosamente, Obama admitiu conhecer Andy Basiago, bem como estar familiarizado com o Projeto Pegasus. Quanto a qualquer outra informação a respeito de seu envolvimento, ele permanece calado.
Como o Senhor Spock diria, “Fascinante”.



Algumas pessoas podem lembrar terem escutado o termo Projeto Pegasus de seu uso na série de TV Stargate Atlantis.  Contudo, não é segredo em Hollywood que os roteiros das histórias sobre o espaço profundo, bem como o filme ‘O Dia em Que a Terra Parou’ foram baseadas nas informações coletadas de consultores militares que sugeriram tais ideias.



A verdade muitas vezes está escondida na frente das pessoas, sob o disfarce da fantasia. Eu mesma me questionei o quão possível a viagem no tempo seria, como mostrada em filmes e na TV, com a própria experiência de Andy. Poderíamos retornar no tempo e corrigir alguns dos eventos terríveis, tais como o reino de Hitler e o assassinato de John F. Kennedy?



Infelizmente a resposta é ‘não’.  Se pudesse ser corrigido, nem mesmo saberíamos sobre isto ter acontecido, para tentarmos voltar e corrigir. Nem mesmo o personagem do viajante do tempo de Stephen King poderia voltar e desfazer o assassinato de Kennedy em seu livro 11/22/63.  Uma pena.
Também tive que perguntar ao Andy se o teletransporte é algo como o ‘holodeck‘ da Jornada nas Estrelas.  Segundo Andy, isto seria impossível para humanos, diferentemente de objetos inanimados.



A reconstrução celular atômica do ponto A para o ponto B é simplesmente complexa demais. A versão humana remontada chegaria morta. Andy diz que ele viajou através de vórtices de tempo feitos pelo homem, os quais usavam uma energia de radiação pulsante.



Uma pessoa tinha que pular correndo para dentro do vórtice ou seu corpo começaria a desmontar. Ele lembra como um menino, o qual vacilou, atravessou com ambas as suas pernas cortadas na altura dos joelhos.
Dentro do vórtice ele muitas vezes via outras entidades alienígenas o observando, e às vezes sentia ao mesmo tempo que estava caindo sem se mover.


Quanto à lógica real – seus saltos no tempo poderiam levar alguns poucos segundos ou até um minuto, e durante este tempo ele era instruído a encher seus pulmões e segurar sua respiração.



Havia pouco oxigênio no vórtice e o controle da respiração era necessário para evitar o desmaio. Se ele desmaiasse, ele poderia não mais voltar.
Humm. Teletransporte, embora intrigante quanto possa parecer, também parece muito perigoso. Seria por isto que eles enviavam crianças?  Andy diz que desde a década de 1970 eles aperfeiçoaram a tecnologia e hoje poderia ser usada para limpar a Terra.



Ele se manifestou como um delator, porque acredita que tal tecnologia altamente avançada deveria ser disponibilizada livremente para o mundo e poderia mudar a humanidade de forma positiva.
Somente no transporte de mercadorias, isto aliviaria a necessidade de motores de combustão, combustíveis e outros materiais que esgotam e/ou poluem nosso meio-ambiente.


Este advogado, que se tornou ativista a favor da verdade e transparência, concorreu para a Presidência dos EUA em 2016.  Sua meta era a de conseguir que o governo finalmente liberasse sua incrível tecnologia.
Ele prevê sistemas de transporte (como paradas de metrô) se tornando portais de vórtices de teletransporte do futuro. Ei Andy, se a tecnologia do teletransporte pode colocar um basta nos engarrafamentos de tráfego da rodovia 405 de Los Angeles, você certamente tem o meu voto!
 – Dra. Kathy Forti

A pergunta que fica é: Se ele viajou no tempo e sabia quem seriam os presidentes do futuro, por que ele se candidatou se sabia que iria perder?

FONTE

Receba as as notícias mais interessantes e curiosas da internet em seu e-mail, totalmente sem Spam, em primeira mão!





Share on Google Plus

About Juarez Silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar