Arqueólogos afirmam com quase total certeza sobre a existência de uma câmara secreta na tumba de Tutancâmon

Os arqueólogos focados nas descobertas do Antigo Egito estão com quase 90% de certeza de que há câmaras secretas escondidas nas tumbas reservadas a Tutancâmon.


A hipótese se dá na cidade de Luxor, no Egito, e as autoridades egípcias concordaram com a possibilidade de haver algo que possa de fato reformular a história do rei mais jovem do país como a conhecemos.


Segundo os arqueólogos, no local poderá haver o que tanto desejam encontrar: Nefertiti, em sua cripta secreta, cujo corpo ainda não foi encontrado.


De acordo o ministro de Antiguidades Egípcias, Mamud al Damati, apenas após analises minuciosas, para não danificar o patrimônio histórico, será possível o início das escavações, por conta dos procedimentos serem demasiadamente invasivos.  Para isso, um especialista em radares, Hirokatsu Watanabe, foi convocado para essa difícil missão, junto com profissionais altamente especializados.


“Existem outras vias por onde podemos chegar onde queremos, seja por fora ou pelas câmaras laterais. Só não podemos tocar na câmara funerária de Tutancâmon, isso jamais”, ressaltou o chefe do departamento de Antiguidades de Luxor, Mustafa Waziri, enfatizando a importância de preservar a memória dos faraós e a integridade histórica das tumbas.
Foi a partir de um artigo do arqueólogo britânico Nicholas Reeves, que em seu estudo observou alguns detalhes das paredes da tumba de Tutancâmon, que a busca se iniciou. Segundo o artigo há a possibilidade de haver duas salas, sendo uma delas reservada à rainha que viveu 1380 a.C e 1345 a.C, Nefertiti, cujo corpo jamais foi encontrado e é o “Santo Graal” do Egito.


Para fazer as inspeções, o autor havia viajado até o Vale dos Reis, em Luxor e, após verificar alguns registros que apontavam para o local, estipulou essa hipótese. Estima-se que a mulher de Aquenaton, Meritaton, ou a própria mãe de Tutancâmon, Kiya, estejam nessas salas.

O ministro Mamduh al Damat também se mostrou seguro de que exista “algo” por trás da câmara do jovem faraó, embora tenha deixado dúvidas sobre o fato de que seja o sepulcro da rainha do Antigo Egito.


Atualização:
Por trás da parede norte foi detectado uma cavidade de até 1,5m de diâmetro e 2m de profundidade, segundo o canal History.
Um mapeamento feito pelo especialista em radares Hirokatsu Watanabu detectou a presença de metal e material orgânico nas salas, sendo essa descoberta a confirmar parte das teorias do arqueólogo britânico Nicholas Reeves.

Se a teoria de Reeves estiver correta, teremos a denominada “descoberta do século” esperada pelo mundo inteiro.
FONTE

Receba as as notícias mais interessantes e curiosas da internet em seu e-mail, totalmente sem Spam, em primeira mão!





Share on Google Plus

About Juarez Silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar