Revolução Científica? "A Gravidade é uma Ilusão e a Matéria Escura não Existe"

Um nova teoria poderia supor uma verdadeira revolução científica que mudará radicalmente nossa visão do espaço, tempo e da gravidade, afirma um pesquisador.







Durante anos os cientistas tentam esclarecer o fenômemo da matéria escura, a substância invisível que não reflete luz e que, acredita-se, constituir aproximadamente 27% da massa do universo. Sua existência foi proposta pela primeira vez quando os astrônomos observaram que as galáxias têm mais gravidade do que podem produzir pela matéria e pelo gás invisível.
No entanto, Eri Verlinde, um físico da Universidade de Amsterdan (Países Baixos), apresentou uma nova teoria que, segundo ele, explica as inconsistências gravitacionais sem necessidade da matéria escura, informa o jornal Huffington Post.

Verlinde afirma de maneira audaz que a gravidade é uma ilusão, e que a matéria escura simplesmente não existe. Segundo sua opinião, a gravidade não é uma força fundamental da natureza, mas sim um fenômeno emergente.

Os fenômenos emergentes surgem do movimento de partículas microscópicas: o exemplo mais conhecido é o calor. De acordo com o cientista, a gravidade é um fenômeno emergente da entropia do universo, uma forma de descrever o caos da termodinâmica do universo.





"Quanto mais caótico é algo, mais informação necessita-se para descrevê-lo e mais entropia possui".

Verlinde explica que os bits fundamentais de informação armazenados na estrutura do espaço-tempo, podem desprender-se e avançar à uma alta entropia, causando uma força que atua como a gravidade.

A teoria ainda não foi publicada em nenhuma revista científica, mas sem dúvida é uma nova maneira de ver o universo. "Poderíamos estar a bordo de uma nova revolução científica que mudará radicalmente nossas opiniões sobre a natureza do espaço, tempo e a gravidade", disse Verlinde.


FONTE


Receba as as notícias mais interessantes e curiosas da internet em seu e-mail, totalmente sem Spam, em primeira mão!





Share on Google Plus

About Juarez Silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar